Excelência no atendimento

O CenterLab foi criado para suprir a necessidade de um serviço mais exclusivo, onde o conforto e o atendimento diferenciado, unidos a qualidade dos exames, possam trazer a segurança que os pacientes necessitam quando estão cuidando da saúde. Para isso, contamos com equipamentos de última geração e o constante controle nos procedimentos clínicos para garantirmos as excelências dos serviços e dos resultados.

Agilidade nos resultados

Agilidade nos resultados

Equipe capacitada

Equipe
capacitada

Garantia na qualidad

Garantia na qualidade

Parceria com convênios

Parceria com convênios

Variedade de exames

Variedade
de exames

Nossos Exames

  • TESTE DE TOLERÂNCIA À LACTOSE - 090 MINUTOS
  • IgE ESPECÍFICO (F21) - Alimentos - Maracujá
  • IGE ESP (E221R) - NCAN F 3 - ALBUMINA SÉRICA CÃO
  • Citomegalovírus (CMV) DNA screening, sangue total
  • HEMOGLOBINA LIVRE PLASMÁTICA
  • IgE PAINEL (WX5) - Ervas daninhas
  • CÂNCER GÁSTRICO FAMILIAR (CDH1) NGS
  • IgE ESPECÍFICO (F4) - Alimentos - Trigo
  • EPSTEIN BARR - Anticorpos IgM - (VCA)
  • Painel Geral Miocardiopatias
  • Diabetes mellitus, MODY 2 (GCK) - sequenciamento
> Acesse a relação completa

Dúvidas frequentes

1. Remédios interferem em exames laboratoriais?

Alguns, sim. Os antibióticos e os antiinflamatórios, por exemplo, interferem nos testes de coagulação do sangue, normalmente solicitados em pré-operatórios. Portanto, quaisquer que sejam os remédios que esteja tomando, avise o atendente antes do exame. Caso um deles interfira, você terá que conversar com o seu médico sobre a possibilidade de suspendê-lo por alguns dias. Se a interrupção não for possível, esse dado terá que ser levado em conta na avaliação do resultado.

2. Há alguma incompatibilidade entre as vitaminas e os exames laboratoriais?

Sim, pois elas também atrapalham certos exames. Por exemplo, a vitamina C altera o de creatinina. Já a vitamina E interfere nos testes de agregação plaquetária.

3. E fumar antes de fazer exames, tudo bem?

De jeito nenhum, se forem testes de agregação plaquetária, curva glicêmica ou exame ergométrico. Nesses casos, não fume no dia do exame.

4. Pode-se fazer exame de sangue com gripe, resfriado ou febre?

Claro. Alguns exames, aliás, são solicitados exatamente porque a pessoa está com febre. A intenção é verificar se alguma infecção é a responsável. Porém, em algumas circunstância, a doença responsável pela febre pode interferir nos exames destinados a avaliar aspectos matabólicos e imunológicos. Por cautela, consequentemente, consulte o seu médico ou o laboratório antes de fazer o exame.

5. Por que quando se tira sangue para exame, às vezes o local fica roxo?

Isso chama-se hematoma: extravasamento de sangue para fora da veia. Ele pode ocorrer em determinadas situações, tais como: veias finas, delicadas, com muita pressão; falta de boa compressão no local de punção; e paciente usando algum medicamento que altera a coagulação.
> Todas as dúvidas